Turismo no Piauí: Falta de investimento afasta viajantes

Apesar de possuir belas paisagens, o estado não investe como deveria e perde turistas para outras regiões do nordeste

O Piauí é, em termos de turismo, o estado menos conhecido da região nordeste. Possui um litoral de apenas 66 km de extensão, sendo o menor do Brasil. Além disso, a capital do estado, Teresina, fica localizada a cerca de 320km de distância do mar. É o único estado do nordeste que não possui capital saída para o mar. Isso faz com que o estado perca potenciais turistas. Dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirmam que, em 2019, o Piauí recebeu cerca de 500 mil turistas, enquanto o estado da Bahia recebeu 1,788 milhões.

ESCASSEZ DE INVESTIMENTO

Um dos motivos para esse número é a falta de investimento que o estado dá ao setor de turismo. O litoral do Piauí é, além de pequeno, com pouca estrutura em comparação ao litoral de outros estados. A estudante piauiense Laura Cardoso afirma que prefere visitar outros estados do que permanecer no seu. “Por mais que eu ame o Piauí, quando estou de férias, quero me divertir com muito conforto e uma estrutura muito boa. Além da demora para chegar em Parnaíba – litoral do Piauí, a estrutura da cidade não oferece tanto lazer”, afirma a estudante. 

A cidade de Parnaíba possui aeroporto que está desativado no momento; esse também é um motivo que afasta os turistas. O deslocamento até o Litoral piauiense não é algo prático diferente do que esperam de um local de férias. Infelizmente, é comum que as pessoas desconheçam o litoral do estado e as que conhecem preferem visitar outros locais em que se sintam mais confortáveis. “Eu sei que as praias aqui são lindas, eu gosto de estar lá, mas dou prioridade a outros lugares”, conta Laura.

É importante dizer que o estado não deveria se encontrar com escassez do setor de turismo, uma vez que possui um litoral que, apesar de pequeno, é exuberante. Além disso, possui parques arqueológicos, muitas serras, dunas e rios.

BELEZAS DO PIAUÍ

  • Parque Nacional da Serra da Capivara

O Parque Nacional da Serra da Capivara ocupa os municípios de São Raimundo Nonato, João Costa, Brejo do Piauí e Coronel José Dias e é um local de conservação arqueológica com uma grande riqueza de vestígios da vida humana pré-histórica, como pinturas rupestres, esqueletos humanos e artefatos lícitos que se conservaram durante milênios e permitiram que os arqueólogos encontrassem  todos os elementos que permitem a reconstituição da vida dos povos pré-históricos.

Reprodução: Folha de São Paulo – Parque Nacional da Serra da Capivara

Considerado pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade, o Parque Nacional da Serra da Capivara possui a maior área de concentração de sítios pré-históricos do continente americano além de contar com os exemplares de arte rupestre mais antigos do continente. É um museu a céu aberto em que os visitantes podem apreciar e conhecer a história do ser humano.

  • Cânion do Rio Poti

O Cânion do Rio Poti é um fenômeno originado pela passagem do rio Poti por uma fenda geológica localizada na serra da Ibiapaba, entre o Piauí e o Ceará, ocupando os municípios de Crateús, no Ceará, Castelo, Buriti dos Montes e Juazeiro, no Piauí. Os paredões de rochas chegam a ter 60 metros de altura e por causa da correnteza sofreram escavações que originaram cavernas que servem de abrigo e são muito usadas pelos pescadores da região além de serem verdadeiros monumentos naturais de grande beleza e exuberância. Algumas dessas rochas ainda possuem gravuras rupestres antigas esculpidas em baixo-relevo nas pedras das encostas.

Reprodução: Conheça o Piauí – Cânion do Rio Poti

O acesso para o Cânion do Rio Poti é feito por estradas de terra que passam pela cidade de Juazeiro do Piauí e outra pela cidade de Castelo do Piauí. Não é recomendado o acesso durante dias chuvosos devido às cheias do rio Poti.

  • Delta do Parnaíba

O Delta do Parnaíba está localizado entre os estados do Maranhão e do Piauí tendo em Parnaíba  a sua porta de entrada.  Sua configuração se assemelha a uma mão aberta em que os dedos representam: Barra de Tutóia, Barra do Caju, Barra do Igaraçu, Barra das Canárias e Barra da Melancieira que se ramificam e formam um santuário ecológico.

Reprodução: Secretaria de turismo do Piauí – Delta do Parnaíba

O Delta possui um arquipélago com 2.700 quilômetros  quadrados de área com mais de 70 ilhas e faz parte de um roteiro integrado chamado Rota das Emoções que é composto de três destinos: Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara. Os espelhos d’água, as dunas, os mangues, as lagoas e os animais silvestres chamam a atenção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.