Universitários precisam de organização para terem sua liberdade financeira

Equilibrar as contas é um desejo de muitos, mas para isso é necessário tomar algumas medidas

Poupar não é uma tarefa fácil, mas não é impossível

Por: Guilherme Cronemberger

Ao se começar a ganhar dinheiro vem o questionamento: “O que fazer com ele?”, pergunta esta que cedo ou tarde se faz presente na vida das pessoas. Para muitos ela surge ainda durante a universidade, quando o jovem vai atrás de um emprego ou estágio, seja por necessidade ou para começar a construir sua liberdade financeira. Independente da razão, a organização é necessária para que o dinheiro gasto não seja maior do que o arrecadado, mas este controle nem todos conseguem fazer.

Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) de 2019, 47% das pessoas entre 18 e 25 anos (na época) não faziam controle de seus gastos. A SPC Brasil é uma empresa de tecnologia vinculada à Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) que processa e armazena todas as operações de crédito realizadas pelas empresas no país.

(Fonte: SPC Brasil | Montagem: Guilherme Cronemberger).

A contadora Cleilsa Santana analisa que, para conseguir se organizar financeiramente, é importante ter o hábito de registrar o que se gasta e o que recebe. “Ao registrar você visualiza e controla melhor sua situação. Além disso, com uma planilha é mais fácil definir as prioridades e cortar gastos desnecessários”, afirma a contadora.

Noah Godinho, estudante de administração da Universidade Federal do Piauí (UFPI), diz que consegue organizar bem suas finanças. “Costumo anotar meus ganhos e gastos, só compro algo depois de ajudar minha mãe em casa e calcular se aquilo não vai me deixar em maus lençóis”, complementa.

Primeiros Gastos

O universitário Marcos Beleense se organizou financeiramente para comprar um celular.
Fotografo: Guilherme Cronemberger

Ter controle econômico é importante, mas é uma tarefa difícil para alguns. Pablo Messias, estudante de jornalismo da UFPI, afirma que, apesar de atualmente se considerar alguém com uma boa saúde financeira, nem sempre foi assim. “Quando comecei a ganhar dinheiro era um fluxo bem grande para quem nunca tinha tido um emprego antes, com tanto dinheiro eu comprava compulsivamente”, declara Pablo.

Um contraponto a esse gasto compulsivo pode ser visto na experiência de Noah Godinho, cujo primeiro gasto com seu salário foi um smartphone, compra planejada e, na avaliação dele, necessária. “Meu celular estava ruim há muito tempo, precisava de um novo, mas não queria dar trabalho para os meus pais, então assim que veio o primeiro dinheiro, comprei um parcelado em 5 vezes”, destaca o estudante de administração.

Morar sozinho

Em 2019, cerca de 11,7 milhões de pessoas viviam sozinhas no país, o correspondente a 16,2% dos lares brasileiros, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua) e mostram o maior número de domicílios com apenas um morador desde 2016.

Alguns destes milhões de pessoas são jovens que sonham sair da casa dos pais e terem maior liberdade e privacidade. Ao receberem seus primeiros salários vem o desejo de realizar esse sonho, mas não é algo tão fácil quanto parece, é o que alerta o economista Antônio Reis.

Na avaliação dele, como todo bem econômico, essa liberdade tem um preço e saber se vale ou não a pena pagá-lo é uma decisão pessoal. “É uma escolha difícil, mas antes de decidir qualquer coisa é importante calcular bem os custos x benefícios, as receitas disponíveis e os gastos esperados para evitar surpresas”, continua o economista que ainda dá alguns conselhos:

A). Dividir o aluguel com algum amigo;

B). Se possível, morar próximos aos pais, para poder ter um apoio.

C). Calcular os custos de transportes, as distâncias para trabalho/estudo, a disponibilidade e qualidade de transportes coletivos, etc.

D). Alugar um imóvel já mobiliado se possível. Caso contrário, deve ser incluído no orçamento as despesas iniciais de mobiliar e equipar seu novo lar (e é importante ter em mente que, caso a experiência não atenda suas expectativas, a venda desses móveis e equipamentos será quase sempre por um preço inferior ao da compra).

Cartão de crédito e impostos

Uma fonte de dúvidas e de medo para quem começa a ganhar seu dinheiro está relacionada às vantagens e perigos dos cartões de crédito/débito e quando se deve pagar determinados impostos. Marcos Beleense, estudante de jornalismo da UFPI, afirma que suas principais dúvidas são em relação aos impostos “mascarados”.

“Sempre que vou fazer um cartão de alguma loja, por exemplo, pergunto várias vezes se só vou pagar o que eu comprar e se tem alguma taxa embutida como a anuidade, por exemplo”, continua Marcos. O estudante ainda diz ter medo de “surpresas” no final do mês, algo que comprometeria seu equilíbrio financeiro.

Sobre cartão de crédito o economista Antônio Reis aconselha a não se abrir mão da facilidade. “Poder andar sem dinheiro nesses tempos de insegurança é uma vantagem, mas é preciso usar com moderação”. Para ajudar nessa moderação ele elenca 5 dicas, confira na tabela abaixo:

(Dicas de Antônio Reis | Montagem: Guilherme Cronemberger)

Outras dúvidas são relacionadas a impostos mais conhecidos como o famoso Imposto de Renda. Saber o que e quando pagar essas coisas é importante, confira abaixo a tabela com informações básicas sobre três impostos conhecidos da população brasileira:

(Montagem: Guilherme Cronemberger)

“A organização financeira é alcançada com muito esforço, organização e conhecimento” diz o economista Antônio Reis. O primeiro passo para isso você deu ao ler a matéria e adquirir algumas dicas, agora é colocar em prática sua organização e esforço com o objetivo de conseguir fechar as contas no final do mês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.