Pandemia faz disparar abandono de animais de estimação em Teresina e ONGS incentivam adoção responsável

Por Nathalia

Uma estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que mais de 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de abandono no Brasil. Mas, com a pandemia do coronavírus, esse número pode ser ainda maior.

Um levantamento feito este ano pela Ampara Animal, ONG de referência no país, afirma que a procura por adoção teve um aumento de até 50% nos primeiros meses da pandemia, mas entre junho de 2020 e março de 2021 o abandono cresceu em 61% em várias regiões.

Em entrevista ao Portal Luneta, Isabel Moura, uma das fundadoras da Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (APIPA), contou que em Teresina o cenário não foi diferente: muita gente que adotou por impulso abandonou cães e gatos ainda durante a pandemia. Criada há 12 anos, a APIPA tem por finalidade proteger e assistir os animais vítimas de maus-tratos e abandono no estado.

Isabel Moura, fundadora da APIPA (Foto: Nathalia Carvalho)

“Hoje nós abrigamos cerca de 250 animais aptos a serem adotados e a maioria são gatos. Infelizmente as pessoas ainda têm preconceito com os felinos. Nós recebemos muitos chamados durante a pandemia de animais abandonados em diversas regiões da capital, sejam eles já adultos ou ainda filhotes. Muitas das vezes, as pessoas vêm até nós para deixar o animal, as vezes caixas cheia de gatinhos, cachorros, e nós acolhemos esses animais. Registramos uma queda significativa no número de adoções. A pandemia dificultou a vida de muitas pessoas e os animais também foram atingidos, isso nos preocupa”, explica Isabel.

Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal n°9.605/98. Importante ressaltar que uma nova legislação, a Lei Federal n° 14.064/20, sancionada em setembro do ano passado, aumenta a pena de detenção que era de até um ano para até cinco anos para quem cometer este crime. No próximo mês, a campanha Dezembro Verde vai reforçar o alerta para a população sobre as graves consequências do abandono de animais e fomentar a guarda responsável dos bichinhos.

Quem optou por fazer diferente foi o Jürgen Veras, que adotou o famoso “cachorrinho caramelo”, carinhosamente batizado assim pelos brasileiros. É o famoso cãozinho vira-lata. Foi em um dia de forte chuva que o pequeno Yurisson teve a sorte de cruzar o caminho com o seu, agora, tutor. Ele fazia parte de uma ninhada abandonada que infelizmente acabou não resistindo à tempestade.

Jurgen e seu cãozinho adotado (Foto: Nathalia Carvalho)

“Ele estava muito fraquinho, paradinho todo encolhido em uma poça de lama. Não iria aguentar por muito tempo se ninguém o notasse. De imediato tive a atitude de pegá-lo, dar banho e alimentá-lo. O intuito era cuidar dele até que eu achasse um tutor, mas acabei percebendo que eu mesmo havia sido destinado a essa missão, nossos caminhos não teriam se cruzado à toa. Acabei adotando o Yurisson e hoje ele está lindo, forte e saudável”, conta Jürgen.

A APIPA fica localizada no Loteamento Vila Uruguai, em Teresina, e segue de portas abertas para adoções e também doações que possam ajudar no mantimento da ONG, que funciona todos os dias a partir das 14h até as 16h. Mas, atenção. Para adotar não basta apenas realizar o cadastro, Isabel ressalta que a intenção é dialogar com os futuros tutores para garantir uma adoção responsável.

“Centenas de animais esperam por um novo lar na APIPA, mas sempre realizamos um rigoroso protocolo para garantir a adoção responsável. Não basta só vir demonstrar interesse, é preciso ter a intenção de cuidar desse animal e assumir uma responsabilidade, porque às vezes o bichinho mesmo adotado sofre o abandono dentro de casa, sem alimentação adequada, sem cuidados com a higiene e saúde. A adoção é um ato de amor e de entrega, é um compromisso, e nós seguimos firmes no propósito de garantir que esses pequenos tenham a garantia de uma vida digna”, finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.