Dificuldades encontradas na volta às aulas presenciais durante a pandemia

Em meio ao avanço da vacinação e queda no número de casos de Covid-19, as instituições de ensino retomam de forma gradual o modelo presencial

Por Mateus Araújo e Guilherme Freire


No Piauí, diante da pandemia e das medidas sanitárias restritivas proporcionadas para o combate à Covid-19, as escolas tiveram que adaptar-se ao modelo de educação à distância. Entretanto, com os profissionais da educação vacinados e início da vacinação para os jovens, boa parte das escolas retornam ao tradicional ensino presencial. De todo modo, alguns alunos continuam enfrentando diversos problemas que vão desde a dificuldade de locomoção devido à crise dos ônibus de transporte público, o ressocializar e o ritmo da rotina escolar.

O estudante Isaque Araújo Correia, de 14 anos, da escola estadual CETI Pe. Joaquim Nonato Gomes, conta que se sente seguro em relação às  medidas tomadas na escola contra a Covid-19, como distanciamento entre as carteiras e álcool gel, e que as dificuldades maiores estavam no ensino a distância, e também argumenta que o ensino presencial faz o seu rendimento escolar melhor.

Eu não sinto nenhuma dificuldade, eu tenho certeza que quase todo mundo aqui da escola está vacinado, e de transporte, eu não tenho, porque eu moro muito perto da escola. Sobre o ensino, no presencial melhorou, porque a gente tá dentro da aula prestando atenção nos professores, no EAD, tem gente que não estava conseguindo acessar.”, explica o estudante.

Perguntado sobre as dificuldades apresentadas pelos alunos durante essa nova transição da educação a distância para a volta do presencial com restrições, o diretor da instituição de ensino, Antônio Gomes de Santiago Filho, de 46 anos, diz que o ensino remoto foi uma saída para continuação da aprendizagem, mas que devido aos problemas de acesso para o acompanhamento, houve dificuldades. Agora, no retorno presencial, os maiores problemas estão na locomoção de alguns alunos, na questão de transporte devido à coabitação da escola que fica originalmente no bairro Bela Vista, que está localiza agora no Morada Nova, além dos problemas de transporte público urbano da capital.

“Depois, para esse retorno presencial aqui na escola, a primeira dificuldade que a gente percebeu dos alunos foi a questão do transporte. Os alunos estão retornando por conta própria, aqueles que têm condições de vir, pagando UBER, mototáxi ou o pai vindo deixar.”, diz Antônio. 

O diretor também aborda outros problemas como a desmotivação dos alunos inicialmente com a nova rotina, devido à falta de ritmo de estudo em casa provocada pelo ensino remoto e a limitação de retorno para apenas uma série, a nona, e fala sobre o que a escola tem feito quanto a isso.

“Nós estamos tentando fazer com que o aluno possa tomar um ritmo de estudo, mas esse é um processo lento. A presença, o acesso ao professor, o tira dúvidas, o estar ali mais próximo na escola gera um aprendizado maior, a gente não reclama pelo remoto, mas estar na escola é, com certeza, muito melhor.”, acrescenta o diretor.

Banner de medida orientativa aos estudantes no corredor da escola – Imagem: Mateus Araújo

Antônio Filho traz suas perspectivas para o período atual letivo e acredita que o ensino precisará de um grande esforço de seus profissionais para retomada total, mas isso com respeito a todas as medidas e precauções sanitárias, e a volta maior da relação família e escola:

“a ideia é que a gente volte, e que todo mundo possa retornar, e fazer um grande trabalho de reforço, de recuperação total daquelas habilidades que foram perdidas, por conta ainda dessa questão do ensino remoto.”, completa.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.