A importância e crescimento da energia solar em tempos de pandemia

Com a pandemia causada pelo Covid-19, diversos setores econômicos têm sido afetados de maneira negativa no Brasil e no mundo todo. No entanto, o setor de energia solar fotovoltaica brasileiro vem passando por um crescimento, e recentemente tem alcançado diversas marcas importantes para solidificar o segmento no Brasil.

Em tempos difíceis, como este em que estamos vivenciando, a evolução tecnológica nessa área ganha protagonismo e acelera a superação dos desafios. Neste cenário global de crise sanitária, este setor começa a mostrar sua força e o seu potencial de desenvolvimento acelerado, de transformação.

No Brasil e no mundo, esta fonte limpa, renovável e competitiva tem sido elencada dentre as principais apostas de governantes, entidades e empresas para a retomada do crescimento econômico no pós-pandemia. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ASOLAR), o Brasil acaba de ultrapassar a marca histórica de 6 gigawatts (Gw) de potência operacional da fonte solar fotovoltaica em usinas de grande porte, pequenos e médios sistemas instalados em telhados.

Desde 2012, a fonte já trouxe R$ 31 bilhões em novos investimentos privados ao País, tendo gerado cerca de 180 mil empregos. Nosso país possui um dos melhores recursos solares do planeta e, com isso, tem assumido uma posição cada vez mais destacada no desenvolvimento e uso da tecnologia fotovoltaica.

No início de junho, o país atingiu a marca de 300 mil unidades consumidoras de energia solar, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). Ainda segundo os dados divulgados e reproduzidos no infográfico abaixo, 99,8% de todas as conexões distribuídas são de energia solar fotovoltaica. Muito embora esses valores apresentem crescimento constante, quando comparados aos anos passados, vale dizer que os números são baixos diante de outros países com potencial solar muito menor do que o nosso.

Em um mundo em que a energia limpa será predominante, é fundamental que a nova geração conheça mais sobre as tecnologias que já revolucionam a forma como consumimos energia. Os seres humanos e a sociedade necessitam de energia elétrica para quase tudo. Utilizamos eletricidade para tomar banho, iluminar nossas casas e nossas ruas, assistir TV, acessar internet, carregar a bateria dos smartphones, entre outras coisas.

No entanto, para a produção de energia, os seres humanos causam muitas agressões ao meio ambiente, a exemplo do que ocorre nas termelétricas e nas hidroelétricas. Enquanto alguns órgãos estimulam o uso da energia fotovoltaica, outros colocam barreiras, embora tragam impactos desafiadores para a humanidade no curto e médio prazos.

Segundo apuração da A SOLAR, com base em dados da Agência Internacional de Energias Renováveis (IRENA), o Brasil assumiu a 16° posição no ranking mundial da fonte solar fotovoltaica. Por outro lado, apenas no ano de 2019, o setor trouxe ao Brasil R$ 10,7 bilhões em novos investimentos e mais de 63 mil empregos. O ranking mundial é liberado pela China, seguida do Japão, Estados Unidos e Alemanha, com destaque para o crescimento significativo da Índia no período.

Em menos de 10 anos, a fonte solar fotovoltaica se tornou a renovável mais competitiva do País, um feito histórico no setor elétrico brasileiro. Com isso, passou a representar uma forte locomotiva para o desenvolvimento sustentável. Nosso país tem muito a ganhar com o crescimento da energia solar fotovoltaica e deve avançar cada vez mais, para se tornar uma liderança mundial no setor.

É o que afirma Eduardo, que trabalha fazendo instalações em casas, prédios e pontos comerciais no centro de Teresina. Por outro lado, visto que em plena pandemia que se alastrou no mundo, com destaque no Brasil, houve casos de verdadeiros apagões na região Norte do País, no Amapá, que já estava sofrendo desde quando se iniciou a pandemia de covid-19. Com hospitais lotados, a falta de energia foi uma preocupação a mais para a população, item básico principalmente para os ribeirinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.