Para além da academia: atividades ao ar livre ganham espaço em Teresina

Espaços públicos da capital são cada vez mais frequentados por aqueles que buscam atividades físicas.

Repórteres: Morisjance Sousa e Victor Melo

Após o aumento na procura por academias de musculação em Teresina – como em todo início de ano, devido as férias e o próprio carnaval – também é notável o crescimento no número de praticantes de outros exercícios, só que ao ar livre. O público procura majoritariamente aquelas atividades que favoreçam o ganho de massa muscular e melhora na resistência física. Nesse meio, esportes como o karatê, crossfit e patins são boas opções para aqueles que buscam uma maior movimentação, autonomia e novos ares.

A ocupação dos espaços públicos para a prática de atividades físicas demonstra a preocupação que o teresinense está adquirindo no trato com a saúde. Seja andar de bicicleta, lutar, correr ou andar de patins, o importante é manter o corpo em movimento. Segundo dados do Ministério da Saúde, o número de praticantes de exercícios ao ar livre cresceu 24% nos últimos onze anos. “Tive problemas com colesterol e pressão alta pelo tipo de vida que eu levava, não praticava exercícios e nem comia direito, resultado: o médico me recomendou uma hora de exercícios todos os dias. Eu preferi a caminhada e o funcional por não gostar muito da monotonia do treino na academia”, afirma Vitória Sousa, dona de casa.

Com o passar do tempo e visando atender as necessidades do público que não frequenta academias, grupos distintos desenvolveram projetos e negócios para trazer boa saúde a Teresina, além da formação de um novo tipo de mercado. Este é o caso da modalidade conhecida como Crossfit, que consiste na combinação entre atividades aeróbicas constantes e a hipertrofia causada por levantamento de pesos.

“Eu conheci o Crossfit através de um amigo. Sempre gostei de treinos mais dinâmicos, de coisas novas e da competição. Essa atividade ainda me trouxe a oportunidade de competir comigo mesma”, comenta Andressa Britto, praticante e educadora física.

Andressa Brito, competidora de crossfit (Reprodução/Instagram)

As multifaces deste esporte é o principal atrativo para aqueles que procuram uma quebra de rotina dentro de vários esportes. “No crossfit, você terá uma variação muito grande de modalidades. Todo dia será uma motivação e inovação: a progressão de carga, levantamento de peso e ginástica fazem a pessoa ver sua evolução”, declara Andressa Britto. Mesmo sendo uma atividade relativamente nova no cenário esportista teresinense, é necessária a presença e acompanhamento de um profissional de Educação Física na execução das atividades.

Em contrapartida, a recente presença de “Boxs de crossfit”, além da falta de maiores presenças de competições em campo piauiense faz com que a mensalidade se torne inacessível para uma camada da população.


As multifaces deste esporte é o principal atrativo para aqueles que procuram uma quebra de rotina dentro de vários esportes. (Reprodução/ Instagram)

A presença de outras atividades em parques públicos da cidade garantem o aumento efetivo do quadro de praticantes das diferentes modalidades. O projeto de Karatê Wagner Gruber Karate-dô é uma parceria entre a Federação Piauiense de Karatê e a Prefeitura Municipal de Teresina, que consiste em aulas voltadas para a prática da arte marcial no Parque Potycabana, na zona Leste de Teresina. O projeto com 50 alunos matriculados e não é cobrado qualquer taxa, apenas sendo necessário o material para a luta – luvas e kimono.

A proposta não consiste apenas no desenvolvimento de uma saúde física invejável mas propõe uma filosofia de vida voltada para a honra, o caráter e o domínio próprio. “Aqui nós não ensinamos só a arte das mãos vazias que podem se defender, nós ensinamos o bom uso da força, o caráter virtuoso e a busca pelo domínio próprio e a não-violência. Quem treina no projeto e acaba possuindo características diferentes dessas, é afastado”, afirma Wagner Gruber, sensei e fundador da iniciativa.

Alunos do projeto Wagner Gruber Karatê-DO (Reprodução/Instagram)

As pessoas que buscam as artes marciais em geral desejam aliar a boa resistência física, o ganho muscular e ainda entram em contato com valores orientais de não-violência e profundidade de caráter. “Quando iniciei, era tímido e rígido, hoje sou faixa roxa com muito orgulho. Aprendi a disciplina da arte e melhorei minha saúde através dos treinos técnicos e físicos; não se trata de aprender chutes firmes ou socos rápidos, trata-se de aprender e saber os motivos para não usá-los também.”, declara João Lucas, praticante de Karate do projeto.

Para os que ainda não se identificam com a variada intensidade de diferentes treinos, é possível fugir do estresse enquanto se exercita com a prática do patins. Com a presença de um terreno favorável no Parque da Cidadania, além da Potycabana, é notável a procura e crescimento dos adeptos nesta área.

A lembrança e liberdade de se encontrar com a criança interior é o que permite o patins ser visto de uma forma curiosa e especial. Os giros, pulos e até os tombos de uma falta de equilíbrio corriqueira permite o atleta se conectar com traços de uma época mais poética.

“A minha história com o patins iniciou em janeiro de 1996 quando meu primo ganhou um patins e fez despertar o desejo nos outros primos, inclusive eu, de ter um também. Sempre nas férias praticávamos todos os dias pulando calçadas e levando tombos. Hoje, após muitos anos, permaneço com a mesma alegria ao andar sobre as oito rodas.”, comenta José Ribamar da Silva, assistente financeiro e praticante do esporte.

José de Ribamar, praticante do patins. (Reprodução/ Instagram)

Andar de patins proporciona, além das boas emoções, um fortalecimento especial nos tendões dos pés, resistência cardiorrespiratória e ajuda na melhoria do equilíbrio em várias situações. Sendo assim, por utilizar de uma grande necessidade de equilíbrio, a execução dessas atividades deve estar sempre aliada a um bom material de proteção. “Em um tombo eu fiquei três meses sem andar: pulei uma rampa e pisei em falso, tombei feio e cortei o joelho por estar sem a proteção no dia da atividade. Após os três meses de recuperação eu voltei a andar normalmente”, conta Ribamar Silva.

O estudante de direito Jadiel Campos Cardoso, de 23 anos, é apaixonado por musculação e adepto das atividades realizadas nas academias. Ele treina em uma academia na zona Sul de Teresina há poucos mais de um ano, sem interrupções. “Minha preferência da atividade física em academia é que, querendo ou não, a musculação acaba sendo algo mais completo e centrado, do que qualquer outro esporte”, diz Jadiel.


O estudante é vendedor de uma loja de suplementos na zona Leste de Teresina, onde, segundo ele, aprende bastante sobre o processo nutricional. (Reprodução/Instagram)

Outro fator importante na preferência de Jadiel é o contato que ele tem, através do seu trabalho, com a suplementação. O estudante é vendedor de uma loja de suplementos na zona Leste de Teresina, onde, segundo ele, aprende bastante sobre o processo nutricional. “Acabei conhecendo mais pessoas que vivem esse mundo. Querendo ou não, começamos a ficar mais especialistas no assunto para passar mais credibilidade para o cliente. A gente acaba virando referência”, conta o estudante.

Em comparação com os exercícios desenvolvidos dentro de academias, a capital teresinense ganha forma na variação de treinos fora desses estabelecimentos. Um dos próximos desafios é o preço justo e acessível a toda população na prática desses esportes, sobretudo as novas práticas. A presença de projetos e atividades de cunho mais livre permite uma inserção dos esportes na vida do teresinense.


A produção jornalística que você acaba de ler/ouvir faz parte do trabalho desenvolvido pelos estudantes da disciplina de Laboratório Avançado II: Webjornalismo – 2019.1, administrada pela professora Dra. Juliana Teixeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.