Acompanhamento Psicológico ajuda no autoconhecimento e na promoção de boas relações

Repórter: Karoll Oliveira

Muitos estudantes que enfrentam problemas sociais, mentais e emocionais afirmam não ter buscado apoio psicológico por vergonha. Silvia Torres, estudante que tem a saúde mental afetada pela rotina corrida do dia a dia, diz que os pais criticam e afirmam que se trata de uma “frescura”. E Júlia, também com o mesmo perfil, afirma que as pessoas ao redor diziam a ela que iriam medicá-la e diagnosticá-la como doente. “Elas ficavam dizendo que é normal o que estou passando e que vai passar, que é para eu simplesmente esperar, não ficar procurando doença”, afirma.

Porém, apesar do tabu que ainda existe em torno da assistência especializada de psicologia e psiquiatria, o acompanhamento é muito importante, não apenas para quem sente que precisa, mas para as pessoas de modo geral. O psicólogo Carlos Eduardo explica que essa associação que as pessoas fazem a loucura é sem fundamento, na realidade, o acompanhamento ajuda muito no autoconhecimento e na promoção e melhores relações sociais, pois as pessoas aprendem a lidar com determinadas situações de forma mais saudável.

A estudante Sanny Mendes, por exemplo, diz que o acompanhamento psicológico está ajudando muito a enfrentar os problemas do dia a dia. Ela também trabalha e estuda, além de fazer outras atividades, como aulas de línguas em horários diferentes. Depois de duas tentativas, desde janeiro ela tem o acompanhamento especializado e aconselha as pessoas a também procurarem.

“Apesar de o resultado não ser em tempo real o acompanhamento psicológico é muito bom, até para quem acha que não precisa. No fim do ano passado, eu estava em dois estágios mais um TCC. Foi muito difícil. Eu não conseguia produzir nada e me sentia tão pressionada que às vezes não saía do lugar. Se eu tivesse tido esse acompanhamento antes, talvez eu pudesse ter enfrentado esse momento da minha vida de uma forma mais saudável”, enfatiza.

Onde procurar ajuda especializada?

Em todo o Piauí, alguns serviços são disponibilizados, seja por responsabilidade das prefeituras, seja por voluntários e instituições. Além dos hospitais públicos e consultórios particulares, as pessoas podem procurar ajuda por meio de alguns programas, como o CVV e o ProVida, e os estudantes podem ainda contar com o apoio psicológico ofertado pelas próprias instituições de ensino.

O ambulatório ProVida funciona no Centro Integrado Lineu Araújo e tem como público alvo pessoas com ideias suicidas ou que tentaram o suicídio recentemente. O atendimento é feito por demanda espontânea, sem a necessidade de marcação prévia, e oferece atendimento psiquiátrico e psicológico das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30 de segunda-feira a sexta-feira. Para mais informações, a pessoa pode entrar em contato pelo número 86 3215-9131. O ambulatório fica na Rua Magalhães Filho, nº 152, Centro.

Já o Centro de Valorização a Vida presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Para ter acesso ao atendimento, basta ligar pelo telefone gratuito 188, que funciona 24h todos os dias da semana. O serviço também pode ser adquirido por meio de e-mail e chat, acessar o site www.cvv.org.br.

ppppppppppppp
Contatos para serviços de apoio e atendimento psicológico (Foto: reprodução cvv)

As Universidades de Teresina, tanto a estadual quanto a federal, também oferecem serviço de assistência e apoio psicológico. Para solicitar um atendimento, basta o estudante ligar para o 3215-5642, no caso da Universidade Federal do Piauí, ou para o 3213-7098, no caso da Universidade Estadual do Piauí, e seguir as orientações. Algumas instituições particulares também oferecem o serviço, para saber como ter acesso, basta pedir informações na recepção das faculdades.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.